Berlim – 2

inside-berliner-domAo contrário do habitual, não escolhi previamente um conjunto de locais a visitar.

A excepção foi a Casa Museu de Bertolt Brecht, não porque conheça em detalhe a sua obra, mas porque procuro sempre que possível marcar presença em locais associados a escritores.

Decidi ocupar a manhã do segundo dia nesse passeio, até porque a dita habitação se encontra ao lado de um cemitério – Cemitério Francês – onde estão enterradas algumas figuras de renome.

As coisas não correm tão bem como pensava. Tinha dois objectivos: conhecer a casa por dentro e descobrir no cemitério adjacente o túmulo do próprio Brecht. Não cumpro nenhum. Quando chego, concluo que as visitas guiadas se efectuam apenas em alemão e que a seguinte está ainda à distância de uma hora. Poderia talvez esperar, mas acaba por me parecer esforço a mais apenas para tomar contacto com as divisões, sem assimilar os relatos associados. Por fim, por mais que procure, não encontro a dita campa, e não me rodeia a calma necessária para gastar ali mais tempo.

Começa aqui a nascer um certo sentimento de frustração, que não mais me abandonará até ao fim da viagem.

Ao almoço, mais um capítulo na saga dos encontros inesperados. No café-restaurante onde escolho entrar, olho duas vezes para a empregada que me atende. É talvez a alemã mais bonita que encontrei até agora. E é nesse pensamento que me entretenho até ao momento em que esta se dirige a mim, com um sorriso enigmático, e me pergunta em bom português o que me apetece comer.

É verdade. Estamos por todo o lado.

A alemã mais bonita até ao momento é afinal uma genuína portuguesa. Que me confessa, quase sem querer, que está em Berlim em nome de um relacionamento que mantém…com uma brasileira.

A tarde acaba por evoluir de forma agradável. Ainda que a atmosfera da cidade não me convença – fria, vazia e até monótona em algumas coisas – descubro pequenos locais interessantes (o principal é uma loja de recordações tradicionais, meticulosamente produzidas à mão, todas em madeira), e acabo por desembocar na Ilha dos Museus – zona junto ao rio Spree que aglomera um conjunto de edifícios históricos – sete ao todo, com destaque para a Berliner Dom, uma catedral protestante.

Noutras capitais, visitei com gosto muitos museus, e estou longe de ser aquele tipo de viajante que passa ao lado da oferta cultural. Contudo, em Berlim, recordo-me constantemente que muito do espólio nada tem a ver com a Alemanha. Foi pilhado no Antigo Egipto, na Grécia e em Roma. E preconceito ou não, com ou sem razão, escolho não entrar em nenhum deles.

Entro, pelo contrário, com bastante interesse na Friedrichstrasse, uma das mais famosas estações ferroviárias da cidade no período da Guerra Fria, já que apesar de localizada em Berlim Oriental, recebia metros e comboios chegados de Berlim Ocidental e mesmo comboios vindos de outros países a Ocidente. Um elaborado sistema de plataformas e variados métodos de vigilância asseguravam que os habitantes de Berlim Oriental não acediam ao outro lado. Hoje, existe na estação uma exposição temática que procura passar uma pequena ideia do que terão sido esses longos anos. Entre outros pontos de interesse, estão expostas muitas histórias de casais ou famílias separadas pelo muro, e que procuravam por todos os meios reencontrar-se. Uns com sucesso, outros nem por isso. Uma delas informa que depois de muitas peripécias, o dito casal consegue reunir-se em Berlim Ocidental e escolhe como país de destino para a primeira viagem em conjunto…Portugal.

Antes do descanso, um jantar bastante saboroso (mais do que o almoço). É tempo de provar os pratos típicos alemães, como a Schnitzel – costeleta de porco ou vitela desossada – e regar tudo com cerveja.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s