Sobre Influências

transferirFazem-me suficientes vezes a pergunta. «Onde vai buscar inspiração?».

Não estou seguro de que seja esta a melhor formulação para a dúvida que assalta esses curiosos, nem sequer que seja realmente isto que eles querem perguntar.

O que provavelmente querem descobrir é como se transforma o nada em alguma coisa. E aqui, comprovo que tudo passa muito mais pela interpretação da realidade. Aquilo que está à minha disposição, está obviamente também à disposição de qualquer outra pessoa. Não tenho por isso que fazer esforços inauditos para descobrir a denominada matéria-prima. Como já referi atrás, o esforço reside na transformação dessa matéria-prima em algo aceitável.

Todas as formas de arte se alimentam entre si, todos sabemos que existe escrita na música, música na pintura, pintura na escrita e novamente escrita no cinema, não necessariamente por esta ordem e sendo quase ilimitado o número de vasos comunicantes.

Dir-se-á, no entanto, que uma coisa é sabermos que tudo isso existe e está disponível, outra completamente diferente é saber utilizar essas ferramentas.

Insisto então na ideia de que tudo passa pela interpretação. Melhor ainda, disponibilidade para a interpretação. Mais do que ver, observar. Mais do que ouvir, escutar. Mais do que provar, saborear. Mais do que respirar, inspirar.

Pois rapidamente inspirar evolui para inspirar-SE.

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s